INSTITUTO FRANCÊS DO PORTO

O projecto tenta criar no interior do Instituto um «bon coin», lugar de encontro onde estudantes e visitantes gostassem de se demorar um pouco…
Apesar de acanhado, o espaço foi escolhido pela qualidade da luz, vertida pelas aberturas sobre o jardim, o que lhe confere a doçura de um local íntimo.
A verticalidade do conjunto, imposta pelas grandes janelas, procurou a elegância dos espaços nobres do edifício: o vestíbulo, a biblioteca, os salões.